A beleza do caos

por Hilda Aquino
Quantas vezes você disse: “estou perdido” ou “minha vida está um caos total”? De acordo com pesquisa publicada na revista Forbes, se a sua resposta é “nunca”, ou você tem menos de 11 anos, ou pertence a um pequeno nicho que corresponde a 0,5% da população. A maioria de nós realmente experimentou a chamada “síndrome da deriva”, espécie de confusão interna que nos leva a um lugar onde não podemos decidir qual direção dar à vida.
Quando vivemos essa situação, sentimo-nos frustrados,e/ ou agimos de forma aleatória e enviamos currículos para todas as empresas que possamos pensar, travando uma luta pelo por um novo lugar ao sol.
Mas a verdadeira questão é: como podemos nos perder se sequer conhecemos nosso destino? e qual é a rota certa para atingi-lo? Perder-se é tomar um caminho diferente do planejado.
No meu próprio mundo, e no meu estilo pessoal de viver, penso verdadeiramente que quando o caos bate à porta, devemos acolhê-lo, e não fechar-lhe a porta por medo e ansiedade na tentativa de organizá-lo. Devemos abraçar o caos em nossa experiência. Confiar que ele amplia uma força motriz maravilhosa que o universo oferece para que uma nova semente cresça e floresça dentro de nós.
Do ponto de vista científico, o caos, está relacionado com uma das leis mais importantes da física que governam nosso universo: A Lei da Entropia. A entropia pode ser entendida como a medida de desordem dentro de um sistema macroscópico. Portanto, a Lei da Entropia mostra que a tendência natural é que toda a matéria e energia do universo se movam para um estado de desordem máxima. Para uma compreensão mais literal, vamos imaginar crianças que entram em uma grande sala vazia. Depois de um tempo, todas as crianças provavelmente estarão correndo e pulando em toda a sala. Não vão se agrupar num dos cantos. O mesmo é verdade para as partículas que se formam para fazer o que chamamos de nosso universo. Eles tendem a se dispersar da maneira mais caótica possível.
Depois de aprender a Lei da Entropia, reconhecemos que existe um nível de organização extremamente alto no Universo e em suas maravilhas, também perceberíamos que. Pense nisso … se a Terra estivesse a poucos graus do sol ou se a nossa camada atmosférica fosse um pouco mais fina, a vida não seria possível. De acordo com a revista científica Nature, se nossas células fossem criadas por uma seqüência de eventos estatisticamente aleatórios, precisaríamos de muito mais de alguns bilhões de anos para que a molécula mais pequena nascesse.
Como uma entidade tão altamente organizada pode ser administrada por uma lei “caótica” da física?
A razão pela qual percebemos isso como um mero paradoxo vem do nosso hábito de dar explicações lineares e razões lógicas a algo que é realmente multidimensional e bastante difícil de perceber em sua totalidade.
Se pensamos em qualquer tipo de sistema isolado, como uma reação química ou nossos processos biológicos ou mesmo nosso cosmos inteiro, um nível maior de desordem significa um maior nível de liberdade. Isso significa uma maior oportunidade para buscar, investigar e explorar. É por isso que o Universo se baseia na lei da entropia como uma força criativa sutil que lhe permite evoluir para um novo e mais alto nível de equilíbrio, harmonia e coerência. Pelo contrário, a ordem é um estado estático de ser, um design compacto sem oportunidade de alcançar um novo e mais profundo equilíbrio.
Então, se o Universo em que vivemos evolua através da Lei da Entropia, por que lutamos contra o caos em vez de regozijar-nos e reconhecê-lo como nosso maior aliado?
A tarefa então torna-se reconhecer que a Beleza do Caos vem à nossa vida como uma fada benevolente que só quer que nossa próxima metamorfose ocorra. Quando abraçamos completamente esse conceito simples e importante, de repente, deixamos de analisar o que nosso próximo obstáculo a superar é, e deixamos de procurar um lugar mais prestigiado em nossa sociedade. Começamos a confiar incondicionalmente naquela inteligência superior que garantiu o equilíbrio dos eons. Ao confiar, começamos a praticar a arte sacra da observação, o que nos permite afastar os apegos e liberar nossas dúvidas. E ao fazê-lo, somos capazes de simplesmente testemunhar a evolução mais espontânea e genuína do nosso caminho de vida.
Entregar-se ao nosso estado natural, ou melhor, nosso super-natural, é um processo tão simples que muitas vezes esquecemos de fazê-lo. Nós tendemos a acreditar que deve haver leis e regras mais complexas a seguir. Quando vivemos com certeza em um ambiente de incerteza, confiando que todas as circunstâncias que enfrentamos são perfeitamente projetadas para que nossa grandeza se desdobre, nos permitimos e nossas células se tornam a versão mais alta de quem realmente somos.
Então, da próxima vez que se sentir perdido ou pensar que sua vida está no caos, comemore e seja grato! Este é um sinal evidente de que o próximo passo de sua evolução na vida está e tornar uma realidade. Uma verdadeira bênção.

Advertisements

About Hilda Aquino | Reconectiva333

Eu sou Hilda Aquino* A maneira incrível como a Cura Reconectiva® chegou até mim me deu a absoluta certeza de que agora, sim, encontrei o meu caminho. Ou fui encontrada por ele? Tudo começou no início de 2011 quando pedi ao Arcanjo Metatron que me mostrasse o caminho que me levaria a uma atividade profissional nova, alinhada com o meu contrato de alma. Não sabia quase nada sobre Metatron, pois havia acabado de elegê-lo meu parceiro celestial. Resolvi pesquisar. Dentre muitas mensagens e informações, descobri que antes de se tornar, “O Anjo Supremo”, Metatron viveu encarnado como Enoch, o sétimo descendente de Adão. Era um homem de sabedoria e bondade extraordinárias, a quem Deus arrebatou e, em vida, transformou em anjo. Dias mais tarde, fui contratada para divulgar o lançamento do livro “A Reconexão: cure os outros, cure a si mesmo”, do Dr. Eric Pearl. Fiquei maravilhada com a palestra de Eric na Livraria da Vila em São Paulo, mas não imaginava que Metatron já estava atendendo o meu pedido. Agendei uma sessão de Cura Reconectiva® e percebi de imediato que aquele trabalho era realmente especial. Lendo o livro de Eric, fiquei mais que perplexa ao chegar à página 81, onde o autor conta que os fundamentos da Cura Reconectiva® estavam contidos no “Livro do Conhecimento - As Chaves de Enoch”, escrito por JJ Hurtak, PhD, PhD, durante encontros com Metatron. O sinal não podia ser mais claro. * ariana de ascendente Leão, taróloga, profissional da Cura Reconectiva® e Relações Públicas com mais de 20 anos de carreira em Relações com a Imprensa.
This entry was posted in Astrologia, Cura Reconectiva Reconnective Healing, Eric Pearl, espiritualidade, Formação em Cura Reconectiva, medicina alternativa, medicina complementar, Reconexão, REconnective Healiong, Terapia holística, Treinamento Cura Reconectiva, Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s